Pesquisa

terça-feira, 3 de abril de 2012

Incubação de ovos

INCUBAÇÃO DE OVOS

 TEMPERATURA
A temperatura é um fator crucial  para uma boa incubação, ela deve ser correta e constante sem grandes oscilações, para ovos de galinha, perus, patos, faisões, pavões, é de 37,7 ºCelsius, para incubadoras de ar forçado (aquelas que dispõem de ventoinha no seu interior).
Para incubadoras sem ventilação forçada, a temperatura deve ser mais elevada, entre os  38ºC a 38,5ºC.


UMIDADE
Juntamente com a temperatura a umidade correta exerce grande importância nos resultados da incubação.
Para ovos de galinha a umidade correta deve oscilar entre 55% a 60% nos primeiros 15 dias de incubação nos últimos 7 dias a umidade deve ir subindo até chegar aos 70% a 75%na altura do nascimento.
 Para patos e faisões aplica-se o mesmo sistema nos primeiros 15 dias e nos restantes até á eclosão deverá ser 70% a umidade.
Nos ovos de pato e ganso convém após 15° dias de incubação o arrefecimento dos ovos diariamente, retirando-os da incubadora por curto espaço de tempo até eles arrefecerem ligeiramente, voltando a coloca-los de novo na incubadora, nos dois últimos dias essa operação não se faz.
Atenção: Incubações que decorrem em ambiente seco dão origem a baixas percentagens de eclosão e grande parte dos embriões morre entre o 16º e 19º dia; os pintos nascem pequenos e muitos deles aleijados ou agarrados á casca.
O excesso de umidade conduz à morte de embriões , próximo do 19º dia de incubação, e ao nascimento de aves aleijadas, edemaciadas, viscosas, sujas e com parte da gema por absorver. Com umidade elevada as câmaras de ar apresentam-se pequenas.

VIRAGEM DOS OVOS 
Esta operação é necessária, pois visa essencialmente, evitar que se formem aderências do embrião à casca e favorecer a circulação sanguínea. Se a incubadora for automática esse movimento é feito por ela. Caso não seja os ovos devem ser virados no mínimo 3 vezes por dia.

INSPEÇÃO DOS OVOS
Durante a incubação convém fazer a inspeções nos  ovos com um ovoscópio (ou uma lâmpada com a luz a inserir sobre o ovo), não só para retirar os ovos inférteis como aqueles em que o embrião tenha morrido. geralmente se faz duas vezes , no   7º dia e no 14 º dia, na primeira retiram-se os inférteis e os mortos, dos quais não se tenha duvida , na segunda as duvidas já estarão esclarecidas e  os  ovos com embriões mortos devem ser retirados, na segundo vez  também deve-se observar se as câmaras de ar estão a desenvolvendo conforme o desejado.



DESINFECÇÃO DA ICUBADEIRA
A  desinfecção é muito importante, pois através dela vamos eliminar as bactérias prejudiciais na incubação. A incubadora deve ser desinfetada antes dos ovos serem colocados. E com cuidado pois o excesso de produto químico usado nesse processo pode interferir na fertilidade dos ovos.
Os ovos não devem ser limpos ou lavados, isso porque  a limpeza retira deles a imunidade natural que eles contem.

ACIDENTES DE INCUBAÇÃO
Muitas vezes a incubação apresenta resultados negativos, isso pode ocorrer devido alguns fatores, que são:

·          Ovos não fecundos: Poucos galos, Galos velhos, Ovos velhos, Carência de vitamina E nos reprodutores.
·          Morte precoce dos embriões: Temperatura de incubação incorreta, Mau estado sanitário das aves,  Fumigação fora do tempo prefeito.
·          Morte embrionária do 12º ao 18 º dia : Temperatura imprópria, Deficiências alimentares das aves reprodutoras, Ventilação insuficiente.
·          Pintos mortos na casca após o 18º dia: Consanguinidade estreita ou outras causas hereditárias, Deficiência na viragens dos ovos, Temperaturas impróprias.
·          Ovos picados com pintos mortos:  Baixa umidade, Temperatura média baixa ou excesso de temperatura durante um período.
·          Eclosões precoces. Pintos com umbigos sanguinolentos: Alta temperatura
·          Eclosões tardias: Baixa temperatura
·          Pintos agarrados á casca: Baixa umidade durante a eclosão
·          Pintos viscosos ou sujos: Baixa temperatura, Excessiva umidade.
·          Pintos muitos pequenos: Baixa umidade ,  Ovos  pequenos , Alta temperatura.
·          Pintos indolentes: Baixa temperatura , Deficiente ventilação.
·          Pintos aleijados ou mal formados: Fatores letais ou outras causas hereditárias, Consanguinidade, Irregularidade na temperatura.
·          Pintos amarelados: Fumigação exagerada.


















APÓS O NASCIMENTO
Após o nascimento, os pintos devem ser deixados dentro da incubadora por um período de 48 horas, ou transferidos depois de secos para um local limpo e  seco, deverá haver uma lâmpada de infravermelhos ou aquecedor a gás ou elétrico, pois eles necessitam de calor, a temperatura não deve passar dos 36º C, após a 1º semana ir baixando a temperatura semanalmente de maneira que á 6º semana esteja nos 20ºC no inverno, no verão geralmente após a 3º semana não é necessário aquecimento.
A alimentação dos pintos deve ser uma ração própria para pintos, pois geralmente essas rações já têm na sua composição as proteínas necessárias a um bom desenvolvimento da ave.
Devesse proceder á vacinação  de acordo com a tabela abaixo:

IDADE DOENÇA VIA
01 DIA
Marek
Subcutânea
07 -10 dias
Newcastle
Ocular / nasal
07 -10 dias
Bronquite
Ocular / nasal
20 dias *
Bouba
Membrana da asa (punção)
35 dias **
Newcastle
Ocular / nasal / água
35 dias ***
Bronquite
Ocular / nasal / água
70 - 80 dias
Coriza
Intramuscular
90 - 100 dias
Encefalomielite
Água
110 - 140 dias
Newcastle e bronquite
Água / intramuscular
110 - 140 dias
Coriza e pasteurelose
Intramuscular
* Vacinar 2 vezes ao ano com amostra suave
** Vacinar a intervalos de 90 dias
*** Vacinar em regiões com a doença ou com alta concentração avícola.


Lembre-se, nas primeiras semanas a alimentação e higiene, são fundamentais, e caso ela sejam falhas terá repercussão na vida adulta das aves.



TEMPOS DE INCUBAÇÃO

AVES
TEMPO DE INCUBAÇÃO
Galinha
21 dias
Pata
28 dias
Codorniz
16 - 17  dias
Perua
28 dias
Gansa
30 - 34 dias
Faisoa
24 dias
Avestruz
40 - 43 dias
Pavão
27 - 30 dias










13 comentários:

  1. Foi de muita valia estas informações sobre ovos e incubação.

    ResponderExcluir
  2. Eu fiz um ovoscopio que funcionou muito bem com ovos de galinha, porém com ovos de faisão coleira a luz não passa a casca e não consigo ver!

    ResponderExcluir
  3. Ouvi falar que agente tem que borrifar os ovos de galinha com agua durante os últimos dias de incubação isso é certo? Minha chocadeira é de madeira e tem uma bandeija para por agua.

    ResponderExcluir
  4. gente preciso de um temostato choca pinto , eu sou de vitória vila velha Es aqui não tem por favor me ajuda TL 99906,3808 ou 988043763

    ResponderExcluir
  5. gente preciso de um temostato choca pinto , eu sou de vitória vila velha Es aqui não tem por favor me ajuda TL 99906,3808 ou 988043763

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Compra um termostato no mercado livre. De preferência o TLJ-29 da coel. Pelo fato dele já vim com a função de virar os automaticamente caso na sua chocadeira tenha motor ou queira colocar.

      Excluir
  6. Quero agradecer pelas orientações , foi muito util , eu estava com muitos problemas e duvidas nas quais agora estou mais confiante . Muito obrigada . Grande abraço a todos .

    ResponderExcluir
  7. preciso de um fornecedor de ovos para incubação para exportação. Alguma indicação?

    ResponderExcluir
  8. preciso de um fornecedor de ovos para incubação para exportação. Alguma indicação?

    ResponderExcluir
  9. Orientações muito boas. Esclareceu muitas dúvidas. Obrigado

    ResponderExcluir
  10. Coloquei 8 ovos de ganso na minha chocadeira a teperatura de 37.7 e já fiz a ovoscopia e ainda não apareceu nada nem um sinal de fecundação. ..oque aconteceu para isso acontecer?

    ResponderExcluir